quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Notícias: Novas fotos de Punisher, Frank Castle rouba carro da polícia!




Só passaram algumas semanas depois de terem sido publicadas as últimas fotos de Jon Bernthal em estúdio onde aparentemente estava num cemitério. 

Hoje, surgiram várias fotos onde vemos Frank a roubar um carro da polícia e aparentemente a cometer pequenos delitos.






























 































 Infelizmente continuamos sem data de estreia para esta tão esperada série do Punisher, mas os rumores dizem que será para meados de Novembro ou Dezembro, depois da série dos Defenders.

Ivo Santos | @ivomgs

sábado, 28 de janeiro de 2017

Notícias: Novas imagens de Jon Bernthal no set da nova série do Justiceiro!



Foram lançadas hoje imagens novas no set da nova série Marvel's Punisher onde vemos Jon Bernthal ( Frank Castle) com um ramo de flores. Que será que irá fazer? Prestar homenagem á sua família ou as flores escondem algo mais sinistro?








A série Marvel's Punisher irá ser produzida por Steve Lightfoot e irá estrear este ano, depois de Marvel's Iron Fist ( Punho de Ferro) e Marvel's Defenders ( Defensores).

Podemos contar que seja perto do final de ano.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Análise: The Punisher #7 (2016)

Punisher #7 será marcado como as últimas páginas de Steve Dillon. Steve desenhou 5 páginas deste número e Matt Horak fez a sua estreia nesta saga e tendo concluído o resto das páginas deste número.




Este número não teve um adiantamento significativo em termos no enredo, tendo mesmo sido um "filler". A saga não perdeu potencial, mas Becky Cloonan não mostrou a qualidade que nos habituou até aqui,
Continuamos sem ver muito de Olaf (irá acontecer no próximo número) e sem sabermos muito sobre Condor.
Face, o grande vilão até ao momento desta saga, continua "a monte" desde o número 5, já está mais que na hora de Face desaparecer por todo o rasto de vítimas que já fez.
Para além de não me parecer oferecer muito mais do que o já vimos até aqui.


Por outro lado Becky Cloonan e Matt Horak criaram uma das melhores cenas de luta de bar que alguma vez li num comic, onde Frank luta contra os membros de Condor com bastantes cenas de acção e violência extrema como já fomos habituados.



A arte deste comic, como disse anteriormente, está dividida entre dois artistas, Dillon and Horak. Dillon apenas fez cinco páginas, mas ao ver o seu trabalho novamente deu me realmente um prazer e um sentimento nostálgico muito forte. Nem sempre fui um grande fã do seu trabalho, especialmente em PunisherMAX e nos Thunderbolts, mas nunca me cansei de elogiar como refinou o seu traço para esta saga. 



Matt Horak fez um bom trabalho, confesso que da primeira vez não fiquei impressionado, mas depois de me habituar á sua arte pareceu me muito agradável. Não conheço bem o traço de Horak, mas pareceu me ter tentado ajustar a sua arte há de Dillon. 


Pessoalmente, penso que não será a melhor aposta para os próximos números, apesar de perceber que as páginas de Dillon já estavam concluidas e Horak teria de ajustar a sua arte á de Dillon.

A capa de Declan Shalvey e Jordie Bellaire, foi outra obra de arte que esta equipa creativa nos habituou desde o inicio desta nova saga do Punisher. Seria perfeito se tivessem lançado esta capa no numero 5. Teria mais contexto na minha opinião.





-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Pontos Positivos:

-Excelentes cenas de acção no bar;
-Arte de Horak muito agradável.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Pontos Negativos:

-Falta de desenvolvimento do enredo;
-O vilão desta saga ( Face) não mostra nada de novo;
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Pontuação Geral: 7 / 10



quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Notícias: Deadpool vs Punisher em Abril!






Deadpool contra Punisher, uma das lutas mais esperadas pelos fãs de ambos os personagens no Universo Marvel que irá ser publicada pela Marvel em Abril.

Quem irá ser o último homem de pé desta batalha entre os personagens mais mortíferos e sangrentos do Universo Marvel?
Poderemos ter a resposta (ou não) na próxima mini série de cinco números escrita por Fred Van Lente e desenhada por Pere Perez.

Deadpool e o Punisher têm uma relação conturbada ao longo destes anos, desde as vezes que o Punisher foi ao encontro de Deadpool para o eliminar ou nos tempos mais recentes quando ambos estavam nos Thunderbolts.
Aqueles momentos em que Deadpool (antes de se casar) tentou matar o Frank por ter ciúmes da relação que Frank tinha com a Elektra, até ao último arco da série quando Frank enfrentou todos os membros dos Thunderbolts inclusive Deadpool, onde cortou em pedaços o corpo de Deadpool e colocou em jarras de vibranium.

A premissa para esta série é forte, estou a contar com bastante humor e situações inesperadas por parte de ambos os personagens.

Aqui deixo-vos porções da entrevista que Fred Van Lente deu á Marvel acerca desta mini série.

"Os dois personagens têm uma razão legítima para irem atrás um do outro. Não é controlo da mente, não é o "confundir com o vilão". Ambos os personagens são antagonistas um do outro por razões legítimas que o leitor pode relacionar-se, e é aí, que este novo personagem "The Bank" (O Banco) entra."

Van Lente revela nos alguns pormenores deste novo vilão, sem spoilers.

"The Bank ( O Banco) é um personagem sombrio que existiu há décadas no Universo Marvel, mas nunca ouvimos falar dele antes, porque ele está "off the grid". Ele é como o seu nome implica, um homem de dinheiro, que lida com contas offshore para uma variedade de personagens e organizações amorais e imorais."


"Ele também é um dos melhores amigos de Wade Wilson, tendo conhecido Deadpool antes de seus dias de Arma X, e assim quando o Punisher decide matar "The Bank", ele tem que passar por Deadpool para fazer isso. E sabes que mais? O Frank não tem problemas com isso, já que ele não gosta muito de Wade."


Em Abril o ambiente entre os mais temidos anti-heróis Marvel vai aquecer, não se espera a vitória ou a derrota de nenhum em particular mas parece me que teremos aqui um boa leitura, seja pelo o humor que o Deadpool nos habituou todos estes anos, como o humor negro de Frank.
Para não falar da imprevisibilidade de ambos os personagens e na abordagem que vão fazer um ao outro.


Capa DPvsPun #01 por Declan Shalvey e Jordie Bellaire
Capa DPvsPun #02 por Declan Shalvey e Jordie Bellaire


























Artigo escrito por: Ivo Santos (FB/Twitter)

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Notícias: "O Pelotão" vai mesmo acontecer com Ennis e Parlov!

Hoje chegaram boas notícias, após três anos de espera, Goran Parlov postou na sua página do facebook, um rascunho do que será um painel da próxima minisérie de Frank Castle.





Garth Ennis e já o anunciado Goran Parlov irão mais uma vez tomar conta do personagem para esta história chamada "Pelotão" (Platoon).
"O Pelotão" será uma minisérie que irá mostrar nos um Frank Castle na sua primeira comissão no Vietnam. Será um Frank Castle com zero experiência em combate.

Como já se aperceberam, isto é uma história pre-Punisher, e este Frank Castle é o "original". 

Esta história será com o selo "MAX", é de esperar a violência habitual e não será sonhar demasiado que poderá estar ao nivel de "BORN". Pelo menos assim o espero.



Ivo Santos | @ivomgs





sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Análise: Doctor Strange / The Punisher: Magic Bullets #1 & #2

Vamos então iniciar as duas últimas análises dos comics do Punisher em falta! 

Doctor Strange / The Punisher: Magic Bullets, outra mini-série para juntar á Daredevil / Punisher; 7th Circle na já habitual Infinite Comics ( Comics digitais, com panéis animados para serem lidas nos dispositivos moveis como tablets e smartphones).


(E) John Barber / (A) Andrea Broccardo
(C) Andres Mossa
Estes personagens já fizeram dupla por diversas ocasiões. 

Uma delas no extinto livro dos Defenders (Defensores) dos anos 90 e mais recentemente em "Original Sin" (Pecado Original). Apesar das diferenças de ambos os personagens, os escritores sempre conseguiram que esta dupla funcionasse.

Este primeiro número divide-se em duas partes. A parte do Punisher e a outra do Doctor Strange. Esta divisão serve de base para apresentação dos personagens e do seu "modus operandi".

A parte do Punisher é repleta de acção, onde vemos o personagem atacar um restaurante cheio de "mafiosos" e onde a escrita e a arte estão em perfeita sintonia.
É claro que este restaurante não é um restaurante qualquer, e serão daí que virão os problemas de maior que irá fazer Frank pedir a ajudar do Doctor Strange.



É de salientar o prazer que foi ler esta versão em "Infinite Comics" onde os painéis ganham vida e os próprios personagens intervenientes na estória também.


John Barber escreveu um argumento bastante simples, mas muito eficaz. Porém, achei o Frank demasiado"falador" para o habitual. Mas nada que possa prejudicar esta comic. Este número deixou algumas pontas soltas que irão ser desvendadas na próxima edição.
Os painéis de acção estão muito bem construídos e realmente nota-se uma boa dinâmica entre a arte e a escrita.

A arte de Andrea Broccardo é muito interessante. Os personagens têm expressões muito vincadas e a sua arte bastante detalhada.

As cores de Andres Mossa foram uma decepção. Esta mini-série deveria ser mais "escura", até mesmo pelo tema ser sobrenatural.
Na minha opinião a arte em geral e a própria mini-série ganhavam mais com isso.




Conclusão: É uma saga que tem as suas lacunas, mas nada que me tenha tirado o interesse em continuar a ler esta aventura do Punisher pelo mundo sobrenatural do universo Marvel.
A arte em geral é boa, excelentes painéis de acção e claro uma narrativa muito decente.

Pontuação Geral: 7 / 10 






(E) John Barber / (A) Andrea Broccardo /
(C) Andrew Crossley

No último número Frank foi pedir ajuda ao Doctor Strange para o ajudar a lidar com as monstros demoníacos que encontrou no restaurante dos mafiosos Fusillis.

Na maior parte deste número, o Frank tenta convencer o Doctor Strange para o ajudar, mas Strange mostra (estranhamente) um pouco de resistência ao pedido de Frank.

Após o rescaldo do ataque de Frank, as atenções viram-se para os irmãos Fusilli, ainda vivos, contratam os serviços de Mangrove, mais conhecido por Doctor Hurt.
Ficamos a saber que o restaurante reúne particularidades sobrenaturais nomeadamente a atracção de bestialidades demoníacas.
Mangrove, encontra-se no restaurante por um motivo, transferir o poder desses seres demoníacos para os irmãos.


A partir deste momento e como era de esperar, volto a lembrar que este tipo de "temas" são areia demais para o Frank e mais a "praia" do Doctor Strange.
No entanto vou continuar a seguir esta estória para ver como John Barber cria condições para o Frank ter o seu próprio espaço nesta obra sobrenatural.

Neste número, John Barber aproveitou para explorar um pouco mais do argumento desta mini-série e dedicar-se um pouco aos vilões.
A última página deixa bons indícios para vermos o Strange e o Castle juntos para combater essas bestas sobrenaturais no próximo número.

Andrea Broccardo, continua a manter a qualidade do número anterior. O único problema continua a ser referente ás cores desta saga. Demasiado coloridas para o meu gosto, quando acho que o tema é "negro" o suficiente para termos uns tons mais escuros. Neste campo Andrew Crossley poderia ter melhorado.

Gostei bastante da capa deste número. Apesar da simplicidade, o "mashup" entre o olho de agamoto e a caveira do Punisher funcionaram muito bem.

Conclusão: John Barber e Andrea Broccardo continuam a entreter nesta mini-série. O cerco começa a apertar e veremos como vai esta equipa criativa por o Frank ao nível do Strange para lidar com este tipo de ameaça sobrenatural. no próximo número já vamos ter uma percepção.



Pontuação Geral: 7.0 / 10

- Ivo Santos |  @ivomgs