sexta-feira, 24 de julho de 2015

-ANÁLISE- PUNISHER #20 (Último Número)

Por fim, o último número desta saga de Nathan Edmondson e Mitch Gerads.

O arco dos "Últimos Dias" chegou ao fim, marcando os últimos dois números com um escrita bastante "comprimida" que ajudou muito a acção.

Para quem não sabe, os "Últimos Dias" é um tie-in do actual evento a decorrer chamado Secret Wars, precisamente os últimos dias de alguns personagens Marvel antes do Fim do Mundo, onde o Universo Ultimate (1610) e o Universo 616 irão colidir e destruir-se-ão.


O que fará Frank nos seus últimos dias na Terra? Basicamente estes dois últimos números responderam a essa pergunta. No número #19 vimos Frank matar alguns vilões que se reuniam num bar para celebrar o final dos tempos e a maior derrota dos seus rivais ao não conseguirem evitar que a terra se destruísse.

Mas vamos a análise desta história, Frank decidiu ir ao Médio Oriente para acabar com uma organização terrorista chamada Black Dawn, após ver um dos seus associados ser executado por membros desta organização.

Depois do número #19 ser repleto de acção e estarmos na perspectiva de Frank, neste último vemos a perspectiva dos membros da organização terrorista. 


Apesar de ser uma missão com bilhete só de "ida" e de ao mesmo tempo não ter qualquer objectivo claro a não ser antecipar o fim do mundo para muitos malfeitores, penso que Edmondson deveria ter explorado a parte psicológica de Frank nesta altura.
Para não falar de alguns pontos que ficaram por resolver no que se tratou da ex-agente Stone.

Apesar de tudo foi um fim digno para o personagem e nada menos do que se esperava do Punisher na sua última investida contra uns terroristas.


Quanto a arte de Mitch Gerads, foi simplesmente soberba. Grande conjugação de cores, excelentes detalhes a nivel de armamento e tiroteios em que só faltava haver animação.
Mitch Gerads habituou-nos ao longo desta saga a uma grande ligação entre painéis e nestes dois últimos números fez um trabalho de excelência. Sem dúvida o maior ponto alto desta saga, desde o número #1.

Só tenho pena de não ter visto o Punisher com o seu fato habitual.


Classificação Geral: 7 em 10

*A não perder na próxima semana uma retrospectiva desta saga destacando o bom e o mau.


-Ivo Santos (Facebook / Twitter)







Comente com o Facebook:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comente